quarta-feira, 2 de agosto de 2017

oh mãe (#mi) ou de como a matemática está nas nossas vidas desde pequeninos

este miúdo está preparadíssímo para tirar o curso de matemática e não sofrer o que alguns de nós sofreu com o facto de deixarem de existir números na nossa vida.
(ao ponto de eu ver escrito um 3, um normalíssimo 3 num quadro, e perguntar à minha vizinha do lado o que era a aquele símbolo que era um épsilon ao contrário.)
- oh mãe, que é hoje?
- hoje é quarta, mi.
- não! as letras! que letras é hoje?
- ah, hoje é dia 2.
e são estas as nossas conversas, todas as manhãs....


e até podia pensar o que muitos pais sentem: "não lhe desejo tal futuro!". Mas seria mentira, desejo sim. um curso em que se aprende e treina determinada forma de pensar é um curso com um potencial do catano!

segunda-feira, 31 de julho de 2017

dos regressos e dos laços que se mantêm

a escola da miúda está fechada.
estamos em agosto e trabalhamos. só temos férias no final do mês.
miúda já esteve nas férias desportivo-culturais, que correram super bem.
nestas três semanas que se avizinham vai ficar na escola antiga, onde ainda está o mano.
a excitação dela é tremenda. passou o fim de semana a dizer: é segunda que vou para a C., né? e quanto tempo fico?
mi, vou estar contigo o dia todo! achas que ana vai lá estar? é já na segunda, não é?

é tão bom sentir que ela mantém este laço. (é tão bom sentir que fiz a escolha certa quando tive de decidir se o irmão ficava ou não mais um ano nesta escola) É tão bom sentir que ela guarda com carinho as coisas boas, as que interessam, os sítios onde somos amados. 

quarta-feira, 26 de julho de 2017

também tenho uma (que me lembre, porque provavelmente há mais!) cena tipo a do aparelho

então, estava eu na conversa com uma amigo colorido lá dos antigamentes via telemóvel (wattsapp/wattsup :P) quando penso que escrevo "preciso tanto de sol e calor!" e pumba, envio a mensagem.
2 microsegundos depois olho para o ecrã. o que está lá escrito? "preciso muito de sol e amor!"
fiquei branca.
sorte que era quem era, que me conhece e a minha amiga dislexia/parvoeira, e a coisa passou bem.
isso e o facto de estar do lado de lá do mundo.

quarta-feira, 19 de julho de 2017

oh mãe (#mi)

- o que estão a fazer aqueles xenhores, mamã? com um pau?
- a pescar, mi.
- pescar?
- sim, a apanhar um peixe.
- e tu, mamã, não pescas?
- não, filhote.
-ahhhh. é nas compras, sim? ..... e a carne, mamã? também se pesca?
-.... .... .... ( como vou eu explicar isto?) sim, mas é diferente, é na terra que se pesca.
-ahhhh

segunda-feira, 17 de julho de 2017

dos dias em que te sentes adulta

e responsável pelos teus filhos.
ontem tivemos festa bernarda, confusa e cheia de gente, barulhenta e vivida. daquelas festas de família unida e que partilha a vida.
festa bernarda feita no sítio onde os bernardos nasceram e cresceram.
no fim do dia, toca de vir para o porto.
e há incêndios que vês e quase cheiras.
e a estrada nova está cortada.
e parece que também não podes ir pela alternativa porque também está cortada. e o incêndio ali ao pé.
e havia 2 carros para trazer. e bem sabes que o teu é lindo mas anda pouco.
e pegas em água, e em comida, e levas tu o carro forte, com os dois miúdos lá dentro, e és tu que sabes o caminho, e a pipoca está assustada e tu em pânico "controlado"...
e tomas conta da situação.
e és adulta! (que te lixas!)